Orquestra Ouro Preto faz duas apresentações do Pequeno Príncipe no Cineteatro São Luiz

17/10/2019

O universo de Antoine de Saint-Exupéry ganha uma nova versão através dos sons e timbres da Orquestra Ouro Preto, que se apresenta nos próximos dias 18 e 19 de outubro, às 19 horas, no Cineteatro São Luiz. A adaptação feita pelo Maestro Rodrigo Toffolorecebe música original de um dos mais premiados compositores brasileiros: Tim Rescala. O concerto convida o público a viver uma aventura sem precedentes, cheia de simbolismos, onde a coragem para as novas descobertas e o valor de contemplar as pequenas coisas, se encontram em uma narrativa repleta de musicalidade.

Saindo de seu planeta, o principezinho conhece um rei com seu cravo, um homem de negócios e seu xilofone e um geógrafo com sua flauta, até chegar a um planeta azul - o nosso planeta. No deserto do Saara, inicia sua caminhada ao lado de um aviador e seu corne inglês, encontrando um poço e sua água fresquinha. O som do fagote leva nosso principezinho a conhecer uma raposa e com ela a importância de cativar. Em sua volta para casa, uma voz nos faz refletir sobre a importância de estarmos atentos às ervas boas e más que permeiam o nosso universo particular e, ao final, a orquestra conduz o pequeno príncipe ao fim da jornada.

A apresentação tem o patrocínio da SulAmérica através da Lei de Incentivo à Cultura e os ingressos já estão à venda na bilheteria do Cineteatro e no site https://www.tudus.com.br. Simbora ?

Sobre a Orquestra - Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto tem como diretor artístico e regente titular o maestro Rodrigo Toffolo. Premiado nacionalmente, o grupo jovem vem se apresentando nas principais salas de concerto do Brasil e do mundo. A orquestra foi criada em 2000 e seu trabalho é marcado pelo experimentalismo e ineditismo.

A essência da Orquestra Ouro Preto está em tornar a música de concerto acessível e interessante ao público, tirando a música erudita das salas de concerto e levando até o público em um exercício de popularização do estilo. Por isso, maestro e músicos estão sempre atentos ao exercício de desmistificar o estilo, tornando-o atraente aos ouvidos de todos.

A fórmula escolhida pela Orquestra Ouro Preto para isso é a junção entre a excelência e a versatilidade, a mistura entre o clássico e os estilos mais populares, fazendo um encontro milenar da música clássica com o rock, a MPB e até o hip hop, linguagens amplamente difundidas e repletas de contemporaneidade. Parte daí a especial atenção do grupo à efervescência cultural da América Latina, com foco na música brasileira de concerto e nas demais manifestações musicais de países vizinhos, assim como à pesquisa e difusão do repertório vinculado à Escola Mineira de Compositores do Séc. XVII.

Sobre o maestro Rodrigo Toffolo - É diretor artístico da Orquestra Ouro Preto desde sua fundação, em 2000, e assumiu a regência titular do grupo em 2007, após formação junto ao Maestro Ernani Aguiar, um dos maiores compositores e pesquisadores brasileiros em atividade. Doutorando em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa (Portugal) e Mestre em Musicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rodrigo Toffolo imprime na Orquestra uma visão ampliada de gestão e musicalidade, que ele gosta de conceituar como "excelência e versatilidade".

Serviço:
O Pequeno Príncipe - Orquestra Ouro Preto
Local: Cineteatro São Luiz
Endereço: Rua Major Facundo, 500, Centro, Fortaleza/CE.
Data: 18 e 19/10 (sexta-feira e sábado)
Horário: 19 horas
Ingressos: R$10 (meia) e R$20 (inteira) na plateia inferior e R$15 (inteira) e R$7,50 (meia) na plateia superior - visibilidade comprometida. À venda na bilheteria do Cineteatro e no site https://www.tudus.com.br .
Classificação: Livre
Duração: 75 minutos