Crianças das comunidades do Poço da Draga e Graviola aprendem educação patrimonial

30/08/2019

Com coordenação pedagógica de Monalisa Freitas Viana, crianças das comunidades do Poço da Draga e Graviola aprenderam educação patrimonial durante o mês de agosto por meio do projeto "Se essa casa fosse minha". Os pequenos tiveram a liberdade de apresentar sua visão do mundo sobre seus territórios de morada e desenvolver um diagnóstico sobre a Praia de Iracema em que vivem e a que desejam para o futuro. O encerramento acontece nesta sexta-feira, 30 de agosto, às 16 horas. A segunda etapa do projeto prevê o desenvolvimento de uma revista digital com as perspectivas, práticas culturais, memórias e afetos, sob o olhar dessas crianças.

No decorrer das aulas, as crianças tiveram aulas de desenho, com Amanda Oliveira; quadrinhos, com Luciana Rodrigues; lambe-lambe, com CecíShiki;e isogravura, ministradas por Geórgia Mara; que atuaram como multiplicadoras de saberes.O projeto "Se Essa Casa Fosse Minha" teve como premissa desenvolver e fortalecer os sentimentos de identidade e cidadania das crianças contempladas, bem como repassar os conceitos de arte e patrimônio cultural por meio de uma metodologia lúdica.

Contemplada no VII Edital das Artes de Fortaleza, a iniciativa contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Fortaleza, através da Secretaria Municipal da Cultura - SECULTFOR - e Casa da Cultura Digital, onde as atividades foram desenvolvidas por arte-educadores. Simbora ?

Serviço:
Projeto Se essa casa fosse minha (encerramento das aulas)
Local:Casa de Cultura Digital
Endereço: Rua dos Pacajus, Praia de Iracema, Fortaleza/CE.
Data: 30/08 (sexta-feira)
Horário:16 horas

Crédito fotográfico - Bruno Soares