Cineastas Marília Rocha e Clarissa Campolina discutem seus longas “A falta que me faz” e “Girimunho” na Mostra Fabulações no Real

20/10/2020

As cineastas Marília Rocha e Clarissa Campolina são as próximas convidadas a debaterem seus filmes, "A falta que me faz" (2009) e "Girimunho" (2011), na quarta sessão da Mostra Fabulações no Real. Promovida pelo Cineclube Âncora, juntam-se a esse bate-papo a professora da Universidade Federal Fluminense (UFF), Doutora em Comunicação e também cineasta, Karla Holanda, e a curadora e mediadora da mostra, Kamilla Medeiros. A transmissão acontece nesta terça-feira, 20, a partir das 18 horas, no Facebook e no Canal do YouTube da Escola.

Os filmes serão disponibilizados anteriormente através de uma inscrição via formulário, com confirmação via e-mail, que pode ser acessado em: https://cutt.ly/zgtME9X. A liberação para assistir as produções será no sábado, 17 de outubro.

Marília Rocha traz em sua trajetória, iniciada em 1999, grandes produções premiadas, sendo homenageada com retrospectivas em eventos na Suíça, na Espanha e no Rio de Janeiro. A realizadora audiovisual Clarissa Campolina também teve seu trabalho homenageado com uma retrospectiva, em Berlim (Alemanha), possuindo instalações, documentários, longas e curtas-metragens em sua carreira. A atuação das duas diretoras também congrega uma produtora fundada conjuntamente por elas em 2005, a Anavilhana.

"Girimunho", uma obra do gênero ficção, recebeu um total de 8 prêmios e integrou 29 festivais e mostras, nacionais e internacionais, dentre eles Melhor Filme de Ficção no 4º Festival de Cinema Brasileiro de Hollywood (EUA) e 37º TIFF - Festival Internacional de Cinema de Toronto (Canadá). Já o documentário "A falta que me faz" soma 2 premiações e exibições em 28 festivais e mostras no brasil e mundo afora, como o Prêmio do Júri de Melhor Filme Latino-Americano no 5º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, e o 6º Kinoteatr.doc - Festival de Cinema Independente de Moscou (Rússia).

A mostra já realizou três edições de debates de filmes, sendo disponibilizados anteriormente, com início em 8 de setembro, discutindo o documentário "Partida" (2020), de Caco Ciocler. Em seguida, entrou em pauta "Lembro mais dos corvos" (2018), do cineasta Gustavo Vinagre. Na última edição, foi a vez dos curtas-metragens do diretor, produtor, montador e educador Lincoln Péricles, "Ruim é ter que trabalhar" (2015), "Aluguel: o filme" (2015) e "Filme de Domingo" (2020).

Retomada das atividades do Cineclube Âncora para o momento de pandemia de Covid-19, a Mostra Fabulações no Real segue até dezembro de 2020 com quatro encontros virtuais quinzenais que reúnem cineastas e pesquisadores. O objetivo é pesquisar sobre os limiares do cinema do real, a partir dos gêneros de ficção e documental, ou também na mistura de ambos. Simbora ?

Serviço:
Cineastas Marília Rocha e Clarissa Campolina discutem suas produções "A falta que me faz" e "Girimunho" na próxima live da Mostra Fabulações no Real
Data: 20/10 (terça-feira)
Horário: a partir das 18 horas
Onde acessar: Canal do YouTube e Facebook do Porto Iracema das Artes

Sobre os filmes
GIRIMUNHO
Sinopse: Bastú perde o marido Feliciano e busca nos sinais do dia a dia e em suas lembranças sentimentos que irão ajudá-la nessa transformação. Maria carrega em seu tambor as tradições de seu povo. Duas senhoras no sertão mineiro fazendo o redemoinho da vida girar.
Trailer: https://vimeo.com/40149550 

A FALTA QUE ME FAZ
Sinopse: Durante um inverno, rodeadas pela Serra do Espinhaço, um grupo de meninas vive o fim da juventude. Um romantismo impossível deixa marcas em seus corpos e na paisagem a seu redor. Em meio a conversas, obrigações e prazeres cotidianos, cada uma delas encontra uma maneira particular de contornar a solidão e enfrentar as incertezas de um futuro próximo.
Trailer: https://vimeo.com/16920859